Buscar
  • Sinantrópicos Ambiental

Ribeirão Pires abre espaço paraalojar equipe de proteção à fauna



A Prefeitura de Ribeirão Pires inaugurou ontem espaço destinado à equipe de Proteção à Fauna Silvestre e Bem Estar Animal que atua na cidade. A sede já abriga a Defesa Civil.

O espaço destinado à equipe de proteção à fauna servirá para atender ocorrências com mais agilidade, já que a sede fica na Avenida Francisco Monteiro, uma das principais vias da cidade e com fácil acesso aos bairros. A equipe foi criada a partir de reforma administrativa elaborada pelo prefeito Clóvis Volpi (PL), em abril, e conta com agentes especializados para atender ocorrências envolvendo animais exóticos, por exemplo. Anteriormente, esse tipo de atuação ficava a cargo da Defesa Civil ou do centro de zoonose da cidade.


Conforme a secretária do Meio Ambiente, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Andreza Araújo, a atuação da equipe, assim como a sua instalação em uma sede, é importante, já que Ribeirão Pires está inserida em área de manancial e, por isso, apresenta demanda elevada de atendimentos referentes a animais silvestres.

“O departamento é imprescindível para zelar e preservar a vida desses animais, por meio de equipe especializada e empenhada em cumprir o papel de fiscalização, proteção, reabilitação e manejo de animais vítimas de acidentes urbanos”, declarou a secretária.

PUBLICIDADE

O grupo é formado por cinco agentes, entre veterinário, biólogo e agentes ambientais, além de um diretor e um dirigente. A equipe também mantém viaturas próprias. Além do trabalho de resgatar animais silvestres, os agentes percorrem a cidade para atender ocorrências que envolvam animais domésticos e que estejam em situação de abandono ou de sofrimento. OCORRÊNCIAS A equipe de proteção à fauna realizou 39 ocorrências desde abril. Na quarta-feira, por exemplo, o grupo libertou um macaco que estava em cativeiro em uma residência. Os donos da casa foram orientados e entregaram o animal de forma voluntária. O macaco ficou em observação e será reintegrado ao seu habitat natural. Já durante todo ano passado, os atendimentos envolvendo animais chegaram a 110.

FONTE: Diário do ABC

1 visualização0 comentário