Buscar
  • Sinantrópicos Ambiental

PM acaba com rinha de galo e resgata aves silvestres. Multas ultrapassam R$ 5 milhões em São Vicente

Denúncia anônima ajudou a polícia localizar 84 galos e seis aves da fauna silvestre nativa; cada infrator recebeu R$ 540.000,00 em multas


A Policia Militar Ambiental, juntamente com três viaturas do 39 BPM/I de São Vicente, litoral de São Paulo, acabou com um cenário sádico e de crueldade com animais: um ringue de rinha de galos.

Em atendimento à denúncia anônima que tratava da realização de rinha de galo no bairro do México 70, em São Vicente, as equipes compareceram no local onde foi constatada a presença de 10 pessoas realizando rinha de galos.


Foi realizada busca no ambiente e foram localizados 84 galos, vários deles com suas esporas cortadas e um ferido fisicamente devido a rinha. Foram localizados também, 3 ringues para a realização de rinhas, sendo dois de madeira e um de alvenaria.

De acordo com a polícia, medicamentos e materiais para uso veterinário, esporas, luvas de borracha, seringas e biqueiras. Todos os materiais seriam utilizados na prática da rinha. Havia também uma lousa para controle dos confrontos entre os galos. Foi constatada também a existência de 6 aves da fauna silvestre nativa que estavam mantidos em gaiolas separadas, sendo eles:


01 papagaio verdadeiro

03 canários-da-terra

02 coleirinhos papa-capim



Todos materiais e instrumentos, bem como os animais envolvidos na ocorrência foram apreendidos; os autores envolvidos na prática de maus-tratos foram presos e encaminhados ao 1º Distrito Policial de São Vicente / Foto: Polícia Militar


Não foi apresentada nenhuma autorização para a manutenção das aves silvestres em cativeiro. Essas aves também estavam em condições de maus tratos configurada pela precária situação de acondicionamento nas gaiolas e no ambiente.


Um médico veterinário foi acionado, para prestar apoio aos animais machucados, sendo atestado os maus tratos em todas as 90 aves. Dada ciência à autoridade de plantão do Primeiro DP de São Vicente que acionou a perícia, que compareceu no local.

Diante do exposto foram elaborados 10 Autos de Infração Ambiental com fulcro no artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais (maus tratos), com valor de multa simples de R$ 540.000,00 em cada infrator. Também foram elaborados 10 Autos de Infração Ambiental, com fulcro no artigo 25 da Lei de crimes ambientais (cativeiro de animal silvestre), com multa de R$ 6.000,00 em cada infrator.


No total, foram elaborados 20 Autos de Infração ambiental, com multa simples de R$ 5.460.000,00. Todos os materiais e instrumentos, bem como os animais envolvidos na ocorrência foram apreendidos. As seis aves silvestres foram apreendidas para posterior destinação final.

Os 83 galos que não estavam feridos fisicamente permaneceram provisoriamente com o envolvido, até localizar local para destinação final. Um galo foi levado pelo médico veterinário ao instituto Gremar em virtude de estar debilitado, para recebimento dos cuidados por profissional habilitado.



Foto: Polícia Militar

Os autores envolvidos na prática de maus-tratos foram presos e encaminhados ao 1º Distrito Policial de São Vicente, onde foi elaborado um Termo Circunstanciado.

FONTE: Costa Norte

1 visualização0 comentário