Buscar
  • Sinantrópicos Ambiental

Exclusivas e ameaçadas: conheça as serpentes brasileiras que correm risco de extinção

Jararacas estão na categoria Criticamente Ameaçada, a mais preocupante; maioria das espécies listadas são endêmicas do Brasil.


Jararaca foi a primeira cobra brasileira sequenciada geneticamente — Foto: Rafael Marques Porto/Acervo Pessoal


Na lista de répteis brasileiros a ordem Squamata (dos lagartos, serpentes e das anfisbenas), se destaca pelo número de espécies: são 690 descritas, de acordo com o Livro Vermelho da Fauna Brasileira. Dessas, 74 estão ameaçadas de extinção, sendo 29 serpentes.

Entre as cobras ameaçadas estão as jararacas, que preocupam pelo status de conservação: Criticamente Em Perigo. Na categoria estão jararaca-de-alcatrazes (Bothrops alcatraz), jararaca-ilhôa (Bothrops insularis) e Bothrops otavioi (cujo nome popular é desconhecido)



Destruição do habitat e captura ilegal ameaçam a jararaca-de-murici — Foto: Willianilson Pessoa/VC no TG


A jararaca-de-alcatrazes ocorre somente na Ilha dos Alcratrazes, no litoral de São Paulo. Entre as principais ameaças estão incêndios na ilha e o avanço de espécies vegetais exóticas invasoras. Pequena, com até cinquenta centímetros no caso das fêmeas, tem hábitos terrestres e é peçonhenta.


Já a jararaca-ilhôa é exclusiva da Ilha da Queimada Grande, próxima à costa de Itanhaém e Peruíbe (SP). De porte médio, se alimenta de aves migratórias, anfíbios, lagartos e centopeias. Estima-se que a população dessa espécie tenha de 2.000 a 2.500 indivíduos em uma área de 30 hectares.


FONTE G1


2 visualizações0 comentário