Buscar
  • Sinantrópicos Ambiental

Mato Alto e animais peçonhentos geram reclamações no Maria Luiza

Terreno está abandonado segundo morador vizinho; Prefeitura irá notificar proprietário



O eletricista Edson Bassi, morador do bairro Maria Luiza IV, Zona Norte de Araraquara, reclama de um terreno abandonado com o mato alto, localizado na Rua José Salata com Avenida José Arantes, no Jardim. Ele diz que é um problema que causa problemas por causa de uma infestação de animais peçonhentos.

"Eu convivo com este problema há 10 anos e tenho criança é complicado, porque tem animais peçonhentos, caramujos e como as pessoas jogam muito lixo, pode também ter criadouro de dengue", diz ele.   Em nota, a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, informa que o proprietário do terreno em questão foi intimado a realizar a limpeza e multado por não ter realizado dentro do prazo de 10 dias. Um novo chamado será aberto em relação ao terreno e o proprietário será intimado novamente a realizar a limpeza do local. É importante ressaltar que por ser reincidente, o valor da multa deve dobrar caso a limpeza do local não seja realizada dentro do prazo de 10 dias.   A nota ainda diz que o Poder Público também poderá realizar o serviço de limpeza, caso o proprietário notificado descumpre o prazo de dez dias. Nesses casos, além da multa, é aplicada a cobrança de serviço de limpeza executado pela Prefeitura e/ou permissionária que estabelece a cobrança de 15% (quinze por cento) da UFM para os Serviços de Roçada e Arado, para os serviços de Capina é cobrado 30% (trinta por cento) da UFM e para os serviços de retirada de entulho, galhada, lixo e inservíveis o valor de 50% (cinquenta por cento) da UFM por metro quadrado.   Vale destacar que o Centro de Controle de Vetores e Fauna Sinantrópica do município realiza o trabalho de busca ativa de animais peçonhentos em toda cidade. A população pode solicitar uma inspeção pelo telefone (16) 3331-3820 sempre que encontrar algum desses animais. Além disso, os moradores são orientados em relação ao acúmulo de lixo e entulho em terrenos, que acaba facilitando a reprodução desses animais.


FONTE: Paula Cardoso/CBN Araraquara | ACidadeON/Araraquara


3 visualizações0 comentário